top of page

Querido diário...


Quem aqui nunca teve um diário em alguma fase da vida? Eu tinha aqueles diários com folhas perfumadas e cadeado que vinha com chavinha e tudo! E depois descobri que o cadeado também abria sem chave rsrs


Quando era adolescente, gostava de registrar meu dia-a-dia, principalmente quando acontecia algo diferente ou encontrava o crush. Consistia basicamente na descrição de fatos e pouco sentimentalismo.


A medida que a vida foi se tornando mais complicada, mais tempo eu me dedicava escrevendo, e além do diário físico, criei blogs (lê-se no plural porque foram vários) para compartilhar fotos e pensamentos com amigos.


Embora goste muito de me expressar online, uma coisa que nunca deixei de fazer é escrever com papel e caneta. Parece que as ideias tomam vida quando escritas, ou simplesmente pelo fato dos pensamentos serem traduzidos para o campo físico; seja num diário, numa carta, num artigo...e era algo que já fazia antes de cursar Jornalismo ou conhecer a escrita terapêutica.


Bom, quem me conhece sabe que falo muito e sem parar. Meus pensamentos são acelerados e antes mesmo de saber que era ansiosa, eu sentia a necessidade de organizar tudo que se passava na minha mente agitada. Gostava de conversar comigo mesma em frente ao espelho, gravava esses monólogos pelo celular, mas escrever para mim e sobre mim, de alguma forma me ajudava a resolver as situações hipotéticas que surgiam na minha cabeça.


Com a popularização do Youtube, passei a me interessar muito por videos sobre escrita terapêutica, entre eles: brain dump, bullet journal e journaling. Basta digitar "bullet journal" ou "journaling" no Youtube pra encontrar vários videos e se inspirar. Se você ainda não conhece estas modalidades, eu resumiria da seguinte maneira:


Brain dump: consiste em escrever tudo que vem à mente sem se preocupar com erros gramaticais ou semântica - palavras soltas, frases, preocupações e coisas a fazer. É uma forma de esvaziar a mente e controlar estresse e ansiedade.


Bullet journal (BuJo): é basicamente um tracker de hábitos e atividades. O céu é o limite e você pode incluir espaço para anotações, registros semanais, listas, receitas, inclusive o brain dump. Ao final do mês você consegue ter uma ideia da sua rotina e quantos hábitos conseguiu cumprir todos os dias.

Como não tenho dotes artísticos, eu uso diários que já possuem as grades para acompanhamento de hábitos, mas a graça está na personalização com desenhos e collages. O intuito dele é ajudar na organização e planejamento do dia-a-dia.


Journaling: é a combinação de agenda, monitoramento de hábitos e diário, e pode ou não incluir talentos artísticos. Também é ótimo para organizar pensamentos e anotar coisas importantes. Eu particularmente uso apenas um caderno pautado e escrevo 1 ou 2 páginas por dia sobre novidades e emoções. Para tarefas do dia-a-dia eu uso um planner que combina agenda mensal, semanal e diário.


Outra coisa que gosto de fazer que agrega a escrita terapêutica é colocar no papel meus sonhos e metas. Em termos de coaching, a meta é o sonho com prazo para alcançar. O mais importante deste exercício é escrever seus desejos e ambições e em quanto tempo você pretende realizá-los. Seja o mais detalhista e específico possível para poder visualizar seu sonho se tornando realidade.


No livro "Mais rápido e melhor", o autor cita inúmeras referências comprovadas que metas escritas e planos concretos aumentam a produtividade e a capacidade de atingir objetivos. Acredite ou não, mas alguns anos atrás escrevi no meu planner que gostaria de ter uma cozinha instagramável e abrir um negócio próprio!


Uma técnica bastante utilizada para definição de metas é o SMART:

  • Specific - específico (o que, quanto, onde, quem, qual)

  • Measurable - mensurável (como)

  • Achievable - atingível (realista)

  • Relevant -relevante (com significado, importância pra você)

  • Time bound - temporal (prazo determinado)

Espero que estas informações sejam úteis para que você defina suas metas, consiga se organizar melhor, e ajude no seu autoconhecimento e saúde mental!














18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commentaires


bottom of page